A Importância do Associativismo

Cristiano Oliveira, Vice-Coordenador do Departamento Socialis.



No passado dia 2 de outubro, realizou-se no ISCTE-IUL o evento “A Importância do Associativismo”, organizado pelo departamento de Responsabilidade Social do Núcleo de Estudantes de Sociologia do ISCTE-IUL (NESISCTE). Este evento destinava-se, sobretudo, a dar a conhecer aos estudantes associações e organizações relacionadas com o meio académico e a incentivar os mesmos a serem mais proativos como forma de desenvolvimento pessoal e profissional.


Com início marcado para as 16 horas, os estudantes começaram a chegar pouco antes hora e ocuparam a maioria das filas de cima do auditório. Sendo que se tratava de um evento direcionado, principalmente, para os novos estudantes se poderem familiarizar com o conceito do associativismo e as suas vantagens, a maioria do público eram alunos e alunas do primeiro ano de Sociologia. O evento foi aberto pela Joana Amorim do NESISCTE que anunciou que seriam apresentadas cinco organizações associativas.


A primeira entidade dada a conhecer foi o NESISCTE, representado pelo seu presidente Eduardo Cabral. Este começou por referir a importância que o associativismo tem para o desenvolvimento de soft skills, salientando, no entanto, que não é necessário entrar numa experiência de associativismo já com estas soft skills, pois um dos objetivos é desenvolver estas aptidões para um dia poderem ser aplicadas no mercado de trabalho. Eduardo enunciou algumas destas capacidades como sendo a capacidade de liderança, gestão de conflitos e a humildade, ao não ter receio de admitir pontos fracos e trabalhar neles.




A segunda organização apresentada foi a Associação de Estudantes do ISCTE-IUL (AEISCTE-IUL) que contou com a presença da sua vice-presidente, Margarida Salsinha. Esta descreveu a sua experiência dentro da associação e como foi crescendo ao longo do tempo. Salientou a humildade como uma competência importante, pois permitia-a identificar quando um desafio era maior do que ela, ressalvando, no entanto, que o associativismo tem a vantagem de permitir aprender não só com os desafios, mas também com as falhas. Das suas experiências, Margarida destacou o Fim de Semana em Madrid, uma viagem de 500 estudantes a Madrid organizada pela AEISCTE-IUL, na qual Margarida esteve responsável, e como no final, quando tiraram uma foto de grupo, teve um “sentimento de dever cumprido”.


De seguida, foi feita uma apresentação da AIESEC, a maior organização de jovens do mundo, por Alexandre Cruz, estudante de Ciências da Comunicação no ISCSP. Os objetivos da AIESEC são de desenvolver competências de liderança nos seus colaboradores pois “os líderes de amanhã são os jovens”, referiu Alexandre. Destacou o conceito de self aware, ou seja, conseguir identificar os próprios pontos fortes para daí conseguir perceber os pontos fracos, pois, segundo ele, é importante existir um autoconhecimento e reconhecimento pessoal.


Seguiu-se Juliana Ascenso, que falou sobre a ISCTE-IUL Junior Consulting, a júnior empresa do ISCTE-IUL formada e gerida por universitários, sendo o seu cargo de diretora de Recursos Humanos. Juliana destacou também a importância das soft skills que podem ser desenvolvidas neste tipo de experiências extracurriculares, ao sair da zona de conforto e procurando desafios, e como é importante ter um lado bastante profissional para encarar estes desafios, mas para além disso é preciso haver um lado mais descontraído para existir team building.



Por fim, o orador da última organização, AEGEE, que consiste num Fórum de Estudantes Europeu não pôde comparecer e, portanto, esta foi apresentada pela Joana Amorim que mostrou um vídeo da organização e referiu que quem estivesse interessado na mesma podia contactar o orador, Pedro Melo, pedindo desculpa pela sua ausência.

Ao terminar, Joana agradeceu a presença dos convidados e do público em nome do núcleo. Ninguém tinha questões ou algo a acrescentar, e assim concluiu, ao fazer um apelo para que mesmo que os estudantes possam não ter interesse em nenhuma das associações apresentadas, é importante que procurem envolver-se com algo para além de estudar como uma prática saudável de crescimento pessoal.

116 visualizações
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram