Cobertura do evento IS(C)TÉ VERDE

Autoria: Membros da Redação do Departamento SOCIALiS

No dia 16 de março decorreu, a cargo do Núcleo de Estudantes de Sociologia, do Núcleo de Alunos de Gestão Industrial e Logística e do Núcleo de Alunos de Marketing do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa, o evento IS(C)TÉ VERDE, destinado a sensibilizar a comunidade académica nas temáticas da proteção e conservação ambiental bem como da sustentabilidade. Aquela que foi a segunda edição do evento (dado que a anteriormente planeada foi cancelada devido à pandemia) surgiu num formato renovado, porém, adequado aos tempos que correm: no formato online. Ainda assim, não se verificou, por isso, uma adesão reduzida, tendo quadruplicado o número expectado de participantes, chegando aos 170.

A primeira oradora foi a docente Catarina Palma. Inicialmente, foram exibidos os compromissos de sustentabilidade assumidos pelo Iscte e, em seguida, a docente abordou a origem da equipa de sustentabilidade da instituição, referindo que esta foi a primeira Universidade portuguesa a receber certificação ambiental. Terminou a sua participação lançando um apelo aos estudantes no sentido de uma mais responsável separação dos resíduos, algo que considerou, atualmente, insuficiente.

Filipa Bessa, da Associação Portuguesa do Lixo Marinho, foi a segunda oradora do evento. Salientou os alarmantes números apresentados na tentativa de sensibilizar a plateia para os perigos do lixo marinho, essencialmente do plástico: 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos anualmente e que, na Europa, 8 biliões de sacos de plástico acabam nos meios aquáticos.

O último orador da manhã foi Tiago Carriço, biólogo e atual trabalhador do Jardim Zoológico que abordou alguns fatores de redução da biodiversidade e as respetivas soluções que passam pela educação, investigação e conservação – proteção - das espécies. Deixou-nos, ainda, um grande alerta: A espécie humana é atualmente a mais ameaçada, havendo mais refugiados devido a alterações climáticas do que devido à guerra.

Para concluir a primeira parte do evento, foi realizada uma visita virtual ao «Zoo», em colaboração com Diogo Gomes, biólogo e trabalhador do Jardim Zoológico. Tivemos a oportunidade de ver várias espécies, com destaque para o orix de cimitarra, a espécie mais ameaçada do Jardim Zoológico e, atualmente, extinta na natureza.

O painel da tarde contou novamente com Tiago Carrilho e Rafael Botelho, biólogo e trabalhador do Jardim Zoológico, que nos levaram numa segunda visita virtual pelo «Zoo». Tivemos a chance de conhecer espécies como a girafa-de-África, pinguins-do-cabo, entre outras fantásticas espécies. Ao longo desta visita os biólogos disponibilizaram informações fundamentais sobre as espécies que iam sendo apresentadas.

Miguel Lajas, segundo orador da sessão da tarde, veio oferecer a sua experiência pessoal. É atualmente investigador e encontra-se em doutoramento, onde pesquisa sobre o serval e a sua coexistência com grandes predadores, no Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique. Para além da sua profissão, Miguel fez o apelo para o contributo entre diversas áreas científicas e profissionais em nome da conservação ambiental, metendo à cabeça a importância da Sociologia. Falou-nos do lince ibérico, da ameaça da sua extinção e sobre o Centro de Recuperação do Lince Ibérico, cujo objetivo é acompanhar a espécie desde o nascimento à reintrodução à vida selvagem, permitindo a reprodução e conservação do animal.

A última oradora, Cátia Nunes, bióloga marinha, da Associação Natureza Portugal e da Worldwide Fund for Nature (WWF), palestrou sobre o consumo responsável de pescado, falando das prioridades de conservação e importância do oceano, invocando a importância da subsistência, resiliência e bem-estar dos seus ecossistemas, sensibilizando para o poder das nossas escolhas. Aponta a sobrepesca como ameaça e invoca a necessidade de um maior controlo sobre as mesmas, sugerindo um consumo sustentável das espécies marítimas como um caminho a percorrer.

Finalizando o evento, a organização preparou um quizz visando a consolidação de todas as informações partilhadas ao longo deste dia, dia este dedicado à máxima que o nosso Núcleo tem vindo a defender afincadamente neste mandato – a sustentabilidade.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo